Menu
Sábado, 28  Maio  2016
 
     

T-shirt da indignação retirada da venda, depois da reacção da comunidade brasileira

Os manifestantes, em frente à loja, no final do protesto, satisfeitos com o resultado da manifestação improvisada Os manifestantes, em frente à loja, no final do protesto, satisfeitos com o resultado da manifestação improvisada

A loja Cool Cat, situada na avenida da Gare, na cidade do Luxemburgo, foi palco esta tarde, de uma manifestação improvisada.

Três dezenas de brasileiros juntaram-se no interior e à porta do estabelecimento, cerca do meio-dia, como sinal de protesto contra a venda de uma t-shirt com as cores do Brasil (amarelo e verde) e com bandeira estampada. O motivo da revolta foi a inscrição da palavra “MERDA”, em letras maiúsculas na camisola.

Uma fotografia da referida t-shirt começou a circular nas redes sociais e provocou a revolta da comunidade brasileira.

Júlio, que vive há 14 anos no Luxemburgo, era um dos manifestantes. Declara-se “chocado” e apela ao boicote da loja.

Luciana, mora no Grão-Ducado há 11 anos e também está indignada.

A Rádio Latina falou com a gerente da loja, Priscilla Maggie, que diz que está surpeendida com as proporções que a venda de uma t-shirt provocou. Segundo esta funcionária, a intenção não era ofender os brasileiros. Tratava-se apenas de um artigo com uma palavra que reflete um certo “humor negro”, tal como outras roupas daquela marca.

Os manifestantes obtiveram ‘ganho de causa’. A gerência da loja acabou por retirar as t-shirts da venda. Também ordenou à gerência da Cool Cat, de Bascharage, que fizesse o mesmo. Mas a decisão, pode ser apenas temporária.

As t-shirts da discórdia foram então retiradas da venda.

Redacção Latina

 

voltar ao topo

Contactos

Publicidade

Inscreva-se na nossa newsletter